Espumante Vs Champanhe

Quando alguem me diz, só por dizer, sem explicar porquê:

"Eu não gosto de Espumante, só de Champanhe!" é o mesmo do que me dizer:
  • Não percebo nada da matéria;
  • Champanhe é caro portanto gosto;

Aliás, aposto que nem conseguiria enumerar as diferenças entre estes dois produtos fantásticos.
Como preferi na minha apresentação, sou uma apaixonada por a cultura vinicola. Não sou profissional, longe disso, sou uma apreciadora sempre à procura de mais conhecimento.
Portanto, na minha modesta opinião, temos espumantes nacionais melhores que alguns champanhes. Para mim esta bebida vai muito para além de um acompanhamento para um bolo de aniversário. Trata-se de uma bebida nobre que pode ser conjugada com fabulosas refeições fazendo-as brilhar ainda mais.




Vamos lá então desvendar as principais diferenças entre champanhe e espumante:




Champanhe:

Champanhe é uma fabulosa região a sensivelmente 150 quilómetros de Paris. Trata-se de uma das regiões mais nobres - Champagne-Ardenne, que se tornou extremamente conhecida pelo vinho nobre que leva o seu nome.




Trata-se de um território de 25 605 km que se prolonga até às montanhas de Ardennes, aqui acontece uma conjugação perfeita entre o clima (região tendencialmente fria e húmida) e solo (um assento calcário que permitirá uma drenagem do solo) e tem como resultado o mais reconhecido vinho espumante do mundo.



Na região de Champanhe é possível encontrarmos outras grandes áreas de produção de Champanhe, são elas: Côte de Sézanne e Côte des Bar Vallé de la Marne, Côte de Blancs, Montagne de Reims.


Em cada uma destas áreas encontramos uma identidade geográfica totalmente definida, produzem uva com características bem especiais, cuja mistura dos sucos resulta no apreciado Champanhe, que se tornou um símbolo mundial de qualidade e alegria.

A denominação Champanhe é uma "appellation d'origine contrôlée" - AOC - (denominação de origem controlada). Isto significará que só podem ser chamados de champanhe os vinhos espumantes produzidos a partir de três castas de uvas plantadas numa área de 33 mil hectares delimitada sempre dentro da região francesa de Champanhe. Desta forma, é necessário respeitar uma sucessão de normas do Instituto Nacional de Certificações de Origem. Para ser considerado champanhe é obrigatório ter sido produzido pelo método champenoise. As castas de uvas com as quais se faz champanhe são: pinot meunier (escuras), chardonnay (brancas)e pinot noir.


Espumante:

Trata-se portanto de todo o vinho espumante que não é produzido segundo as regras territoriais e de castas do Champanhe.
Por norma o champanhe é mais caro mas isso não quer dizer que seja melhor ou pior, é simplesmente diferente.
Provando um flute de cada, na minha opinião, o champanhe normalmente apresenta uma cor e sabor mais intenso.
Em Portugal temos vinhos fantásticos como é do conhecimento geral e, na minha opinião, os vinhos espumantes são de excelente qualidade.





Espumantes que gosto com boa qualidade/preço:









Se são curiosos acerca do tema convido-os a experimentar estes espumantes. Preço/qualidade bastante razoável.

Qualquer duvida/sugestão/opinião não hesitem.
Beijinhos 

♥ Rita

1 comentário:

  1. Oi Minha Linda

    Vim te avisar que ta rolando um sorteio

    de um super kit lá no blog!

    http://cantodecah.blogspot.com.br/2012/06/meninas-esse-kit-maravilhoso-contem-1.html

    Beijos

    ResponderEliminar